العربية ภาษาไทย 中国 Deutsch English Español Francais Italiano Pусский Português 日本の
SOLVENTES DE ALTA TECNOLOGIA PARA DISSOLUÇÃO DE COMPÓSITOS
Last update: 2019/01/07 10:35

Solventes de segurança para a limpeza de resinas de poliéster, epóxis, poliuretanos e compósitos. substitui NMP, NEP, acetona, cloreto de metileno. Que solvente de segurança escolher? Para a dissolução de compósitos, matrizes de poliésteres, UPR, híbridos, epóxis, poliuretanos Ibiotec formulador e fabricante de solventes técnicos. solvente de resina, solvente composto, solvente de poliéster, agente de limpeza de resina, agente de limpeza de poliéster, agente de limpeza de compósitos. Solventes novos. Solvente novo. Solventes ecológicos. Substitui o diclorometano. Substitui o cloreto de metileno. Substitui Ch2 Cl2. Substitui CMR. Substitui acetona. Substitui acetona. Substitui NMP. Solvente para poliuretanos. Solventes para epóxi. Solvente poliéster. Solvente colas. Solvente tintas. Solvente resinas. Solventes verniz. Solventes elastómeros

 

Solventes de segurança para a limpeza de resinas de poliéster, epóxis, poliuretanos e compósitos. substitui NMP, NEP, acetona, cloreto de metileno. Que solvente de segurança escolher? Para a dissolução de compósitos, matrizes de poliésteres, UPR, híbridos, epóxis, poliuretanos Ibiotec formulador e fabricante de solventes técnicos. solvente de resina, solvente composto, solvente de poliéster, agente de limpeza de resina, agente de limpeza de poliéster, agente de limpeza de compósitos. Solventes novos. Solvente novo. Solventes ecológicos. Substitui o diclorometano. Substitui o cloreto de metileno. Substitui Ch2 Cl2. Substitui CMR. Substitui acetona. Substitui acetona. Substitui NMP. Solvente para poliuretanos. Solventes para epóxi. Solvente poliéster. Solvente colas. Solvente tintas. Solvente resinas. Solventes verniz. Solventes elastómeros

 

 

Solventes de limpeza epóxis

Fabrico e implementação

 

iBiotec® FAST CLEAN ORANGE 100

solvente para fabricantes de resinas

 NÃO INFLAMÁVEL, SEM COV

FORTE PODER DE DECANTAÇÃO

RECICLÁVEL, REUTILIZÁVEL

SEM HALOGÉNEO E ENXOFRE

ALTERNATIVA ao NMP e à NEP (CMR)

 

iBiotec® FAST CLEAN MANGO 36

solvente de limpeza para aplicadores

de resinas epoxídicas

 PODER DE DISSOLUÇÃO IMEDIATA ATÉ GEL TECAM

GARANTIDAMENTE SEM SUBSTÂNCIA CMR, SEM CETONA

 

 

Consulte as fichas técnicas na parte inferior da página

 

 

 

 

As resinas epoxídicas comumente conhecidas como resina epóxi ou resinas epóxis fazem parte da família de polímeros termoendurecíveis e têm muitas aplicações:

A sua síntese foi originalmente feita para utilização de cola estrutural

 

Aplicações comuns

Adesivos, ligantes

Materiais de construção, tintas, revestimentos de pisos, pavimentos, agregados

Cisternas, cubas, tubos, canos ou seus revestimentos internos

Laminados

Moldes

Revestimentos de gel

Componentes automóvel,

Elementos estruturais na aeronáutica, no espaço

Transformadores, turbinas, interruptores em materiais elétricos, elementos de turbinas eólicas

Verniz poupança, componentes CMS em eletrónica

Revestimentos de "tocar" em eletrodomésticos

Desporto e lazer, raquetes de tênis, esquis, pranchas de surfe, tacos de golfe, planadores, instrumentos musicais, canas de pesca…

Compósitos

 

As resinas mais comuns são epicloridrinas (ECH). Os bisfenóis A (BPA) suspeitos de serem disruptores endócrinos (DGESA) podem ser substituídos por glicóis alifáticos ou aromáticos, Novalaques fenólicos ou cresol, hidantoínas (glicol-ureia), bromatos e acrilatos.

Os endurecedores mais comuns são poliisocianatos (difenil metano di-isolcianatos DDM - MDA), aminas alifáticas, endurecedores anídricos e TGIC (isocianurato de triglicéridos)

 

As soluções em matéria de solventes de limpeza e dissolução de solventes de resinas epoxídicas dependem de vários fatores; a escolha é mais complexa quando se trata de aplicadores.

Essa escolha dependerá do tempo disponível antes da completa polimerização e da obtenção de um poliepóxido (polímero obtido após o fim da polimerização).

Este tempo é definido em 5 etapas

1- A temperatura de armazenamento dos componentes ou que durante a aplicação é muito baixa e insuficiente para a reação ser feita.

2- POT LIFE: a temperatura dos componentes é suficiente, a reação começa.

Pot life é o tempo após o qual a viscosidade da mistura duplica.

Exemplo: se a viscosidade da mistura for 10 000 Cps, e se for 20.000 Cps após 30', a "pot life" é de 30'. On a l’habitude de traduire cet anglicisme

par durée de vie en pot, ce qui peut prêter à confusion pour des mélanges à réaction ultra rapide.

3- O tempo de utilização possível (WORKING LIFE). Em geral, esse valor é dado pelo fabricante. Este é o tempo durante o qual o produto pode ser aplicado.

4- O tempo de congelamento (GEL TIME TECAM). O produto torna-se gel, deixa de ser aplicável. (a viscosidade deixa de pode ser medida). O poliepóxido formado endurece; muitas vezes falamos de pré-polimerização.

5- O poliepóxido é completamente polimerizado, é o TEMPO DE POLIMERIZAÇÃO ; possui as suas características físico-químicas e mecânicas finais.    

 

A dificuldade pode dever-se a dois motivos:

Em que fase da reação queremos limpar? (incluindo dissolver após polimerização completa).

Que quantidades são utilizadas? Os tempos variam de acordo com as quantidades: o exemplo de implementação de 3 gramas não terá os mesmos tempos de reação do que a implementação de 300 gramas para uma cola de dois componentes 5 minutos.

 

                                  Baixe a ficha de dados

 

FICHA TÉCNICA

iBiotec® FAST CLEAN ORANGE 100

solvente para fabricantes de resinas

 

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E QUÍMICAS TÍPICAS

CARACTERÍSTICAS

  NORMAS

VALORES

UNIDADES

Aparência

  Visual

Límpido

-

Cor

  Visual

Amarelo

-

Odor

  Olfativo

Ligeiro, laranja

-

Densidade a 25°C

  NF EN ISO 12185

1,012

kg/m3

Índice de refração

  ISO 5661

1,4380

-

Ponto de congelação

  ISO 3016

-15

°C

Solubilidade em água

  -

0

%

Viscosidade cinemática a 40°C

  NF EN 3104

2,3

mm²/s

Índice de acidez

  EN 14104

< 1

mg(KOH)/g

Índice de iodo

  NF EN 14111

0

gI2/100g

Teor de água

  NF ISO 6296

< 0,001

%

Resíduo após evaporação

  NF T 30-084

0

%

CARACTERÍSTICAS DE DESEMPENHO

CARACTERÍSTICAS

  NORMAS

VALORES

UNIDADES

Índice KB

  ASTM D 1133

> 200

-

Velocidade de evaporação

  -

> 3

horas

Tensão superficial a 20°C

  ISO 6295

34,5

Dina/cm

Corrosão lâmina de cobre 100h a 40°C

  ISO 2160

1a

Cotação

Ponto de anilina

  ISO 2977

nm

°C

CARACTERÍSTICAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS

CARACTERÍSTICAS

  NORMAS

VALORES

UNIDADES

Ponto de inflamação (vaso fechado)

NF EN 22719

> 100

°C

Ponto de autoignição

  ASTM E 659

> 200

°C

Limite inferior de explosividade

  NF EN 1839

0,9

% (volume)

Limite superior de explosividade

  NF EN 1839

8,7

% (volume)

Teor de substâncias explosivas, comburentes, inflamáveis, muito ou extremamente inflamáveis ​

  Regulamento CLP

0

%

CARACTERÍSTICAS TOXICOLÓGICAS

CARACTERÍSTICAS

  NORMAS

VALORES

UNIDADES

Índice de anisidina

  NF ISO 6885

< 3

-

Índice de peróxido

  NF ISO 3960

nm

meq(O2)/kg

TOTOX (índice de anisidina + 2x índice de peróxido)

  -

nm

-

Teor de substâncias CMR, irritantes, corrosivas

  Regulamento CLP

0

%

Teor de metanol residual resultante da transesterificação

  GC-MS

0

%

Emissões de compostos perigosos, CMR, irritantes, corrosivos a 100°C.

  GC-MS

nm

%

CARACTERÍSTICAS AMBIENTAIS

CARACTERÍSTICAS

  NORMAS

VALORES

UNIDADES

Perigoso para a água

WGK Alemanha

1

sem perigo para a água

classe

Biodegradabilidade primária CEC 21 dias a 25°C

L 33 T82

> 80

%

Biodegradabilidade fácil OCDE 301 A em 28 dias

Eliminação do COD

ISO 7827

> 80

%

Biodegradabilidade fácil e final OCDE 301 D em 28 dias

Biodegradação em 67 dias

MITI modificado

nm

 

 

 

FICHA TÉCNICA

iBiotec® FAST CLEAN MANGO 36

solvente dissolvente de limpeza

para aplicadores de resina epoxídicas

  

 

CARACTERÍSTICAS FÍSICAS E QUÍMICAS

CARACTERÍSTICAS

NORMAS

VALORES

UNIDADES

Aparência

Visual

Límpido

-

Cor*

Visual

Incolor

-

Odor

Olfativo

Frutado

-

Densidade a 25°C

NF EN ISO 12185

918

kg/m3

Índice de refração

ISO 5661

1,3970

-

Ponto de congelação

ISO 3016

< -30

°C

Solubilidade em água

-

Insolúvel

%

Viscosidade cinemática a 40°C

NF EN 3104

1.0

mm²/s

Índice de acidez

EN 14104

0

mg(KOH)/g

Índice de iodo

NF EN 14111

0

gI2/100 g

Teor de água

NF ISO 6296

0

%

Resíduo após evaporação

NF T 30-084

0

%

CARACTERÍSTICAS DE DESEMPENHO

CARACTERÍSTICAS

NORMAS

VALORES

UNIDADES

Índice Kauri Butanol

ASTM D 1133

177

-

Velocidade de evaporação

-

6

min

Tensão superficial a 20°C

ISO 6295

24,8

Dina/cm

Corrosão lâmina de cobre 100h a 40 °C

ISO 2160

1a

Cotação

CARACTERÍSTICAS DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIOS

CARACTERÍSTICAS

NORMAS

VALORES

UNIDADES

Ponto de inflamação (vaso fechado)

ISO 2719

36

°C

Ponto de autoignição

ASTM E 659

> 200

°C

Limite inferior de explosividade

NF EN 1839

0.4

% (volume)

Limite superior de explosividade

NF EN 1839

4,8

% (volume)

CARACTERÍSTICAS TOXICOLÓGICAS

CARACTERÍSTICAS

NORMAS

VALORES

UNIDADES

Índice de anisidina

NF ISO 6885

0

-

Índice de peróxido

NF ISO 3960

0

meq(O2)/kg

TOTOX (índice de anisidina + 2x índice de peróxido)

-

0

-

Teor de substâncias CMR, irritantes, corrosivas

Regulamento CLP

0

%

Teor de metanol residual resultante da transesterificação

GC-MS

0

%

CARACTERÍSTICAS AMBIENTAIS

CARACTERÍSTICAS

NORMAS

VALORES

UNIDADES

Biodegradabilidade

OCDE 301

biodegradável

-

Pressão de vapor a 20°C

-

1,2

kPa

Teor de COV

(Compostos orgânicos voláteis)

-

100

%

Teor de enxofre

GC MS

0

%

Teor de benzeno

ASTM D6229

0

%

Teor total de halogéneo

GC MS

0

%

Teor de solventes clorados

-

0,00

%

Teor de solventes aromáticos

-

0,00

%

Teor de substâncias perigosas para o ambiente

Regulamento CLP

0

%

Teor de compostos com um PRP

-

0

%

Teor de compostos com um ODP

-

0

%

 * não medido ou não mensurável

 

 

Procura outro produto?

Descubra toda a nossa gama clicando na fotografia

 

Solventes de segurança para a limpeza de resinas de poliéster, epóxis, poliuretanos e compósitos. substitui NMP, NEP, acetona, cloreto de metileno. Que solvente de segurança escolher? Para a dissolução de compósitos, matrizes de poliésteres, UPR, híbridos, epóxis, poliuretanos Ibiotec formulador e fabricante de solventes técnicos. solvente de resina, solvente composto, solvente de poliéster, agente de limpeza de resina, agente de limpeza de poliéster, agente de limpeza de compósitos. Solventes novos. Solvente novo. Solventes ecológicos. Substitui o diclorometano. Substitui o cloreto de metileno. Substitui Ch2 Cl2. Substitui CMR. Substitui acetona. Substitui acetona. Substitui NMP. Solvente para poliuretanos. Solventes para epóxi. Solvente poliéster. Solvente colas. Solvente tintas. Solvente resinas. Solventes verniz. Solventes elastómeros

 

Fabrico, lubrificação, limpeza, proteção, a

IBiotec® Tec Industries® Service 

oferece uma vasta gama de produtos reservados à área industrial

 


 

 Se pretender:

 

 Amostras grátis
Aconselhamento técnico
Fichas de dados de produtos
Fichas de dados de segurança

 

-  Contacte-nos -

 


IBiotec® Tec Industries®Service


fabricante de produtos químicos técnicos. 
Bem-vindo ao nosso site.



IBiotec® Tec Industries®Service está no: YOUTUBE